sábado, 27 de outubro de 2012

In Risco - FERRO DIAS

http://www.youtube.com/watch?v=03j_p3pIqFA&list=UUnVsXqpefxSZR1opetqCoiA&index=7


D de Desejo - Wellington Costa

http://www.youtube.com/watch?v=Jtd63I5Uwew&list=UUnVsXqpefxSZR1opetqCoiA&index=8


Livre Iniciativa - Emerson kenedy

http://www.youtube.com/watch?v=gJRdJJ69bbw&list=UUnVsXqpefxSZR1opetqCoiA&index=9

quarta-feira, 17 de outubro de 2012

VENHA NOS AJUDAR A QUESTIONAR A ARTE E AS AÇÕES HUMANAS =


A condução dos trabalhos da Cia.ltda. coletivo de Dança, nos levaram a um formato de obra muito especifico. Não realizamos montagens para apresentação e circulação, montamos pequenas intervenções, que por falta de uma definição que nos contente, optamos por chamar de performances.  Nessas obras procuramos instaurar no quotidiano dos espaços humanos questionamentos ativos, corporais, cênicos até certo ponto, e permitir toda e qualquer  interferência do ambiente, humano e material,  sobre as nossas propostas.

 Nesse caminho criamos o projeto DOMÍNIO PÚBLICO, onde preparamos uma ação, inspirada por um questionamento corporal, num determinado ambiente, deixando que a ação vá ganhando a participação dos transeuntes, enquanto ela se desdobra.

Não se trata, portanto de uma apresentação tradicional de dança, nem mesmo de uma apresentação de dança na rua. O teor espetacular da obra simplesmente ainda não se formula até então.

O vídeo, dessa forma, tornou-se uma finalização da proposta enquanto obra cênica. É no vídeo editado de cada intervenção que o processo se completa, que a obra enquanto arte se realiza completamente.  É assistindo às publicações dos vídeos que o expectador surge na obra, que envolve tanto a ação dos artistas propositores quanto as interação que os transeuntes fornecem à obra.
Dessa forma a ação dos artistas não oferece uma visão pronta a respeito dos assuntos questionados, antes buscam juntamente com o público uma investigação a respeito de temas que nos inquietam, mas de uma maneira física, corporal, ampliando as perspectivas sobre eles.


DIA 
18.10.2012
18H
PÇA STA TEREZA - VERGEL DO LAGO

PRIMEIRA VERNISSAGE EM JULHO - FOTO DE JOÃO

quarta-feira, 3 de outubro de 2012

Texto-poema de Lica para nossa primeira vernissage

Eliana Kefalás foto João Evangelista

NOTAS SOBRE VIDEOS DOMÍNIO PÚBLICO
Eliana Kefalás Oliveira

SINFONIA PARA POMBOS – Trilogia Pequenos Contágios
O vento balança a música ou é a música que faz o vento mover-se?
Movimento parcial: o braço em cena espalhando nacos de pão
a bolsa branca em fatias
Quando vejo ela de costas, pergunto-me: é a sombra que fala?
as rodas dão a volta ao mundo
                e os rastros, vestígios do movimento, aparecem
marcas dos pombos e das rodas na areia
                                               é do vestígio que é feita a arte [OSAKABE – GRANGER],
do que é residual no contato com o mundo
Quando chega o silêncio, ainda há a música nos contornos dos nossos ouvidos
Segunda parte:
Ela deita-se no chão: corpo quase pombo
Agora ela não é mais uma só, é mais de uma, duas, dois corpos que se destacam no azul

Texto da Susana Souto para a primeira vernissage


            Movimento/deslocamento/multiplicidade


(Texto apresentado no dia 08 de junho de 2012, como parte do evento promovido pelo Domínio Público, Funarte/MinC/Prêmio Funarte de Dança Klauss Viana 2011)

susana souto
Susana Souto foto João Evangelista

Agradeço ao público, que veio ocupar de outros modos a praça nossa de cada dia. Agradeço ao Grupo Cia. Limitada pelo convite, especialmente a Jorge Schutze, um amigo e parceiro do Poéticas Interartes, assim como Eliana Kefalás, com quem partilho esta mesa, duas pessoas que me instigam a pensar (de) outros lugares. É um prazer ainda poder participar de um evento relacionado aos escassos projetos do Ministério da Cultura hoje. Acrescente-se a essas alegrias uma última, a de este projeto ser parte do Prêmio Klauss Viana, uma pessoa raríssima, inquieta, inventiva, que ampliou as noções de dança, e arte, no Brasil.
Vi os vídeos com olhos livres da obrigação de avaliar (como está escrito no convite/programação). De todas as palavras ali grafadas, retive debater, questionar, pensar os desdobramentos da arte contemporânea, do que fazemos nos espaços que habitamos. Vou tecer os meus questionamentos com fios de dois pensadores que me desafiam a pensar os vínculos complexos entre arte e cidade: Massimo Canevacci, um italiano que viveu em vários lugares, inclusive no Brasil, e sua noção de culturas eXtremas (Massimo esteve em Maceió em 2011, quando lançou pela editora da Ufal Fake in China) e Nicolas Bourriaud, a partir de sua noção de estética relacional. Um outro autor que entra em meu repertório é Nicolau Sevcenko (2000), que pensa a cidade como um “mosaico movediço”. Assim também vejo essas produções de performances e vídeos, como mosaicos movediços, peças que encenam a impossibilidade de pensar a cidade de Maceió como uma totalidade a ser refeita, peças que deslocam imagens de cidade, de arte, de dança, de público, palco, vídeo, performance, de crítica..

divulgação da vernissage - outubro

divulgação da oficina

teste Flyer do evento


release para imprensa


Olá colegas da Imprensa:

Gostaríamos de poder contar com vossa valorosa colaboração na divulgação de nosso evento.

E também convidá-los a participar dele conosco, contribuindo com a apreciação e debate das obras apresentadas,
já que acreditamos que a arte deve se afinar com outros setores e saberes humanos a fim de dar conta da complexidade
das questões do mundo atual.

O PROJETO DOM1NIO PÚBL1CO prevê a criação de obras performáticas em colaboração com diferentes artistas locais, 
e a criação de vídeos-arte a partir das obras apresentadas publicamente.


Dia 18 de outubro às 18h. estaremos apresentando os resultados do projeto em sua segunda fase, com um evento divido em três momentos:

1. Vernissage - Arte/Urbanidade : apresentação de vídeos e debates (em praça pública), onde a vossa participação seria muito apreciada.

Vídeos apresentados:

ADOTE-ME - Mary Vaz
CABEÇA PARA ABELHAS - Charlene Sadd
BANQUETE PARA LOS PERROS - Charlene Sadd
ZONAS ERÓGENAS - João Evangelista
ODE AO ÓCIO - Pam Guimarães

18.10.2012, as 18h - Praça Santa Tereza, Vergel do Lago.
 
2. Oficina: performance.corpo.política com a artista de Brasília (DF) Bia Medeiros.Performance corpo política: O workshop pensa, cria e age a performance como corpo, corpo na cidade, corpo com o outro, tudo no jogo, na fuleragem (sic).

A política pode ser performance, a fuleragem pode ser política, a ação pode ser performance.

Tragam rumores, humores, amores!

15 e 26 de outubro das 9-12h – SESC Centro.

3.Performance com Bia Lessa e convidados: Encerando a Chuva com Unhas Desfeitas, dia 17 em horário e local ainda a confirmar com a artista.

obrigado
Qualquer dúvida entre em contato. 
82 8817 1628

vinheta modificada

segunda-feira, 1 de outubro de 2012

oi meu povo!!!

Bem vindos às pesquisas da cia.ltda.
Siga nossos links aí do lado esquerdo para conhecer um pouco mais dos trabalhos da nossa galera.