sexta-feira, 21 de dezembro de 2012

Domínio Público na SUBSTATION 17 EXPRESS




Os videos de DP vão participar de uma das noites de natal mais quentes de Maceio : SUBSTATION 17 EXPRESS: 
http://www.substation.art.br/
http://www.substation.art.br/#dominio


sábado, 24 de novembro de 2012

Seu Vicente e Domínio Público

Está em curso uma conexão entre o Projeto Domínio Público e o Seu Vicente Residencias Artísticas, promovida pelo CENTRO EM MOVIMENTO (c.e.m.) de Lisboa.
Nossos videos serão apresentados e os residentes comentarão os videos enquanto por aqui a gente conversa com os residentes, tudo via internet.

A iniciativa é de Ibon Salba do COLETIVO QUALQUER
http://www.coletivoqualquer.blogspot.com.br/
http://seuvicenteresidencias.wordpress.com/
http://seuvicenteresidencias.wordpress.com/www.c-e-m.org

Ibon Salba em 

“Sobre las cosas que no se pueden hablar” COLETIVO QUALQUER


quinta-feira, 8 de novembro de 2012

Apreciação da Mirtes - Artesãos do Corpo

OI Jorge
Estou pirando com os videos.
Apressadamente : Mary Vaz, já falei, me fez chorar junto com ela pois sua pergunta é fundamental: onde fica a sua casa? Talvez a reflexão nos leve a de imediato eliminarmos tantas coisa inuteis que carregamos e que definitivamente não só não nos trazem nada como empatam nossos percursos livres.
beijos ã ela.
Depois vem a Charlene com o Banquete para Perros: as frases são muito bem pensadas. Me parece um trabalho mais calculado, sem deixar de conrre  riscos e de ser ótimo. O depoimento do Sr no final me faz pensar que ele deveria estar no lugar do ministro da economia.
O Zonas Erógenas!!!Ë demais- só o João mesmo. Quantas coisas podemos observar nessa performance, quantas revelações sobre nós mesmos e sobre a humanidade nÃo? De pronto penso que definitivamente não sabemos como cuidar nem de nós mesmos e muito menos do outro. Ele faz aflorar todos os preconceitos de uma só vez. Me pergunto: como seria se ele estivesse vestido como todo mundo? Como seria a reação das pessoas?
beijos JoÃo!
Vou ver mais..
PS: meu olhar é simples. Rejeito qualquer observação acadêmica alias nem sei fazer isso.
beijos
mi…divertindo

http://www.ciaartesaosdocorpo.art.br/

sábado, 3 de novembro de 2012

Adote-me - Mary Vaz

http://www.youtube.com/watch?v=69zY6o7b7z0&list=UUnVsXqpefxSZR1opetqCoiA&index=6


Trilogia Pequenos Contágios - Charlene Sadd

http://www.youtube.com/watch?v=M6WCU0MpOVs&list=UUnVsXqpefxSZR1opetqCoiA&index=5
http://www.youtube.com/watch?v=yBsR9QGLUmQ&list=UUnVsXqpefxSZR1opetqCoiA&index=4
http://www.youtube.com/watch?v=tTe5zuBTbpU&list=UUnVsXqpefxSZR1opetqCoiA&index=11

Evangelista e ZONAS ERÓGENAS

http://www.youtube.com/watch?v=ZEbl-uWtxJE&list=UUnVsXqpefxSZR1opetqCoiA&index=3


Pâmela Guimarães

sábado, 27 de outubro de 2012

In Risco - FERRO DIAS

http://www.youtube.com/watch?v=03j_p3pIqFA&list=UUnVsXqpefxSZR1opetqCoiA&index=7


D de Desejo - Wellington Costa

http://www.youtube.com/watch?v=Jtd63I5Uwew&list=UUnVsXqpefxSZR1opetqCoiA&index=8


Livre Iniciativa - Emerson kenedy

http://www.youtube.com/watch?v=gJRdJJ69bbw&list=UUnVsXqpefxSZR1opetqCoiA&index=9

quarta-feira, 17 de outubro de 2012

VENHA NOS AJUDAR A QUESTIONAR A ARTE E AS AÇÕES HUMANAS =


A condução dos trabalhos da Cia.ltda. coletivo de Dança, nos levaram a um formato de obra muito especifico. Não realizamos montagens para apresentação e circulação, montamos pequenas intervenções, que por falta de uma definição que nos contente, optamos por chamar de performances.  Nessas obras procuramos instaurar no quotidiano dos espaços humanos questionamentos ativos, corporais, cênicos até certo ponto, e permitir toda e qualquer  interferência do ambiente, humano e material,  sobre as nossas propostas.

 Nesse caminho criamos o projeto DOMÍNIO PÚBLICO, onde preparamos uma ação, inspirada por um questionamento corporal, num determinado ambiente, deixando que a ação vá ganhando a participação dos transeuntes, enquanto ela se desdobra.

Não se trata, portanto de uma apresentação tradicional de dança, nem mesmo de uma apresentação de dança na rua. O teor espetacular da obra simplesmente ainda não se formula até então.

O vídeo, dessa forma, tornou-se uma finalização da proposta enquanto obra cênica. É no vídeo editado de cada intervenção que o processo se completa, que a obra enquanto arte se realiza completamente.  É assistindo às publicações dos vídeos que o expectador surge na obra, que envolve tanto a ação dos artistas propositores quanto as interação que os transeuntes fornecem à obra.
Dessa forma a ação dos artistas não oferece uma visão pronta a respeito dos assuntos questionados, antes buscam juntamente com o público uma investigação a respeito de temas que nos inquietam, mas de uma maneira física, corporal, ampliando as perspectivas sobre eles.


DIA 
18.10.2012
18H
PÇA STA TEREZA - VERGEL DO LAGO

PRIMEIRA VERNISSAGE EM JULHO - FOTO DE JOÃO

quarta-feira, 3 de outubro de 2012

Texto-poema de Lica para nossa primeira vernissage

Eliana Kefalás foto João Evangelista

NOTAS SOBRE VIDEOS DOMÍNIO PÚBLICO
Eliana Kefalás Oliveira

SINFONIA PARA POMBOS – Trilogia Pequenos Contágios
O vento balança a música ou é a música que faz o vento mover-se?
Movimento parcial: o braço em cena espalhando nacos de pão
a bolsa branca em fatias
Quando vejo ela de costas, pergunto-me: é a sombra que fala?
as rodas dão a volta ao mundo
                e os rastros, vestígios do movimento, aparecem
marcas dos pombos e das rodas na areia
                                               é do vestígio que é feita a arte [OSAKABE – GRANGER],
do que é residual no contato com o mundo
Quando chega o silêncio, ainda há a música nos contornos dos nossos ouvidos
Segunda parte:
Ela deita-se no chão: corpo quase pombo
Agora ela não é mais uma só, é mais de uma, duas, dois corpos que se destacam no azul

Texto da Susana Souto para a primeira vernissage


            Movimento/deslocamento/multiplicidade


(Texto apresentado no dia 08 de junho de 2012, como parte do evento promovido pelo Domínio Público, Funarte/MinC/Prêmio Funarte de Dança Klauss Viana 2011)

susana souto
Susana Souto foto João Evangelista

Agradeço ao público, que veio ocupar de outros modos a praça nossa de cada dia. Agradeço ao Grupo Cia. Limitada pelo convite, especialmente a Jorge Schutze, um amigo e parceiro do Poéticas Interartes, assim como Eliana Kefalás, com quem partilho esta mesa, duas pessoas que me instigam a pensar (de) outros lugares. É um prazer ainda poder participar de um evento relacionado aos escassos projetos do Ministério da Cultura hoje. Acrescente-se a essas alegrias uma última, a de este projeto ser parte do Prêmio Klauss Viana, uma pessoa raríssima, inquieta, inventiva, que ampliou as noções de dança, e arte, no Brasil.
Vi os vídeos com olhos livres da obrigação de avaliar (como está escrito no convite/programação). De todas as palavras ali grafadas, retive debater, questionar, pensar os desdobramentos da arte contemporânea, do que fazemos nos espaços que habitamos. Vou tecer os meus questionamentos com fios de dois pensadores que me desafiam a pensar os vínculos complexos entre arte e cidade: Massimo Canevacci, um italiano que viveu em vários lugares, inclusive no Brasil, e sua noção de culturas eXtremas (Massimo esteve em Maceió em 2011, quando lançou pela editora da Ufal Fake in China) e Nicolas Bourriaud, a partir de sua noção de estética relacional. Um outro autor que entra em meu repertório é Nicolau Sevcenko (2000), que pensa a cidade como um “mosaico movediço”. Assim também vejo essas produções de performances e vídeos, como mosaicos movediços, peças que encenam a impossibilidade de pensar a cidade de Maceió como uma totalidade a ser refeita, peças que deslocam imagens de cidade, de arte, de dança, de público, palco, vídeo, performance, de crítica..

divulgação da vernissage - outubro

divulgação da oficina

teste Flyer do evento


release para imprensa


Olá colegas da Imprensa:

Gostaríamos de poder contar com vossa valorosa colaboração na divulgação de nosso evento.

E também convidá-los a participar dele conosco, contribuindo com a apreciação e debate das obras apresentadas,
já que acreditamos que a arte deve se afinar com outros setores e saberes humanos a fim de dar conta da complexidade
das questões do mundo atual.

O PROJETO DOM1NIO PÚBL1CO prevê a criação de obras performáticas em colaboração com diferentes artistas locais, 
e a criação de vídeos-arte a partir das obras apresentadas publicamente.


Dia 18 de outubro às 18h. estaremos apresentando os resultados do projeto em sua segunda fase, com um evento divido em três momentos:

1. Vernissage - Arte/Urbanidade : apresentação de vídeos e debates (em praça pública), onde a vossa participação seria muito apreciada.

Vídeos apresentados:

ADOTE-ME - Mary Vaz
CABEÇA PARA ABELHAS - Charlene Sadd
BANQUETE PARA LOS PERROS - Charlene Sadd
ZONAS ERÓGENAS - João Evangelista
ODE AO ÓCIO - Pam Guimarães

18.10.2012, as 18h - Praça Santa Tereza, Vergel do Lago.
 
2. Oficina: performance.corpo.política com a artista de Brasília (DF) Bia Medeiros.Performance corpo política: O workshop pensa, cria e age a performance como corpo, corpo na cidade, corpo com o outro, tudo no jogo, na fuleragem (sic).

A política pode ser performance, a fuleragem pode ser política, a ação pode ser performance.

Tragam rumores, humores, amores!

15 e 26 de outubro das 9-12h – SESC Centro.

3.Performance com Bia Lessa e convidados: Encerando a Chuva com Unhas Desfeitas, dia 17 em horário e local ainda a confirmar com a artista.

obrigado
Qualquer dúvida entre em contato. 
82 8817 1628

vinheta modificada

segunda-feira, 1 de outubro de 2012

domingo, 30 de setembro de 2012

DOMÍNIO PÚBLICO fase2

Bia

A cia.ltda. se prepara para realizar sua segunda fase de ações:


  • vernissage na praça Sta Tereza - Vergel, 
  • workshop com a artista de Brasília-DF, BIA MEDEIROS
  • e performance do grupo CORPOS INFORMÁTICOS.


PREPAREM-SE

http://vimeo.com/corpos
http://corpos.blogspot.com.br/

foto: http://itransarte.blogspot.com.br/2011/11/bate-papo-com-osas-artistas-bia.html

terça-feira, 11 de setembro de 2012

foto: João Evangelista







Vernisssage - Corpo e Urbanidade
08 de junho de 2012
Praça Sta Tereza - Vergel

Exposição pública dos videos performance do projeto

veja mais foto

praça/praia - Coordenação Ricardo Alvarenga


Terceira Performance realizada sob coordenação de Ricardo Alvarenga.


veja mais fotos em nosso facebok

sábado, 2 de junho de 2012

Carta aos amigos da imprensa

Olá queridos,

Como estão?

Gostaríamos de poder contar com vossa valorosa colaboração na divulgação de nosso evento. abaixo discriminado. 

E também convidá-los a participar dele conosco, contribuindo com a apreciação e debate das obras apresentadas,
já que acreditamos que a arte deve se afinar com outros setores e saberes humanos a fim de dar conta da complexidade
das questões do mundo atual.

O PROJETO DOM1NIO PÚBL1CO prevê a criação de obras performáticas em colaboração com diferentes artistas locais,
e a criação de videos-arte a partir dessas obras apresentadas publicamente.

Na primeira semana de junho estaremos apresentado as primeiros resultados do projeto, com um evento divido em três momentos:

1. Vernissage - Arte/Urbanidade : apresentação de videos e debates (em praça pública), onde a vossa participação seria muito apreciada.

08.06 - Praça Santa Tereza, Vergel do Lago.

 
2. Oficina: Interferências Urbanas: Corpo, arte e Espaços Públicos, com o artista mineiro Ricardo Alvarenga.
04, 05, 06 e 08 de junho, 8-12h - Espaço Cultural da UFAL. (Praça Sinimbu)


3. Apresentação da performance HOMINIDAE, de Ricardo Alvarenga.
durante todo o dia 07 de junho (em local a definir)

 
Qualquer dúvida entre em contato.

82 8817 1628
82 9313 7197
facebook

GOSTARIA DE FRIZAR QUE A PARTICIPAÇÃO DA IMPRENSA NA APRECIAÇÃO DE NOSSAS OBRAS
É DE GRANDE IMPORTÂNCIA
PARA NÓS,
uma vez que nos esforçamos por realizar ações artísticas cada vez mais afinadas com questões atuais,
para isso a participação da sociedade e de seus vários segmentos de difusão de conhecimento
são de extrema importância
A vernissage de apresentação dos vídeos (
1.)
acontece dia
08 de junho às 16 horas
na praça Santa Tereza no Vergel do Lago

abraços


JORGE SCHUTZE

terça-feira, 29 de maio de 2012

quinta-feira, 24 de maio de 2012

DOM1NIO PÚBL1CO: PRIMEIRO EVENTO



O projeto DOM1NIO PÚBL1CO prepara seu primeiro evento, distribuido por três momentos: 

1.ARTE/URBANIDADE

Durante os primeiros meses do ano de 2012, cinco artistas, em diferentes momentos, em colaboração com a cia.ltda, realizaram interferências (como diz o nosso amigo Ricardo Alavrenga) artísticas em vários espaços públicos: praças, feiras, áreas residenciais, praias, orla marítima. Não só de Maceió: temos o orgulho da presença de dois sensíveis artistas de Matriz de Camaragibe. 
Simfonia Para Pombos - Charlene Sadd

Dessas ações resultaram cinco videos-arte, lindamente realizados pela equipe do Estudio Máquina de Idéias (Pâmela Guimarães, a Pã, e o Erick Silva). 

No dia 08 de junho às 16 h. na Praça Santa Tereza, no Vergel do Lago, estaremos realizando uma apresentação desses videos: em Praça Pública, como reza nosso estilo! rsrsr, e contamos com a presença de todos a fim de debater, avaliar, questionar, etc.... não só os videos apresentados, mas toda a condição e os desdobramentos da arte atual e sua presença nos espaços. 

O evento terá a participação das deliciosas professoras Susana Souto e Eliana Kefalas, ambas da Faculdade de Letras da Universidade Federal de Alagoas, e cujas carreiras e pesquisas envolvem a inter-relação entre as artes, seus discursos, formas e contextos.

foto: Pâmela Guimarães (Pã)



2.OFICINA: INTERFERÊNCIAS URBANAS:
CORPO, ARTE E ESPAÇOS PÚBLICOS
Ricardo Alvarenga (MG/BA)

A oficina pretende promover experimentações do corpo individual e coletivo na cidade, através de ações sensíveis e performativas, que coloquem em questão a presença e atuação do corpo e da arte nos espaços públicos em Maceió.
Ricardo Alvarenga, se define: 

Artista do corpo e da imagem. É graduado em biologia e mestrando em Dança na UFBA. Iniciou seu trabalho com arte através da dança contemporânea. Dançou em companhias e grupos de Uberlândia- MG e Caxias do Sul-RS no período de 2000 a 2007, desde então vem desenvolvendo trabalhos independentes com performance e intervenção urbana criando interfaces com o vídeo, a fotografia e a instalação. Circula pelo Brasil em festivais, mostras, galerias, residências artísticas e ações autônomas.

A oficina acontece dias 04, 05, 06 e 08 de junho, sempre das 8-13h. na Sala Preta do Espaço Cultural da UFAL.  


3.PERFORMANCE: HOMINIDAE
Ricardo Alvarenga (MG/BA)

foto: Thiago Carvalho
O que acontece quando a cidade se depara com uma árvore tramada de fios brancos e um homem habitando-a? Durante cerca de nove horas o performer permanece sobre a árvore-instalação, onde além dos fios, há uma bolsa com frutas, um Ipod e um livro. Este homem não fala, mas olha, percebe, comunica-se pela força de sua presença, e aberto à experiência, propõe criar um campo de forças, onde encontros e desvios são potências na fissura da realidade cotidiana.


A performance acontece durante o dia 07 de junho em local ainda por definir.

 



quinta-feira, 17 de maio de 2012

Vinheta DOM1NIO PÚBL1CO

Mata Redonda - Primeiro video (ainda a públicar)




O primeiro video completo do projeto é do Erinho.
A indignação com o desmatamento criminoso, para plantio de cana-de-açucar, que beneficia o agronegócio na região de MATRIZ DE CAMARAGIBE (AL), gerou a obra MATA REDONDA de Eri Lee. Na performance o artista dança, enquanto desenha uma sequência de árvores no asfalto. Fotos: Pâmela Guimarães.

quarta-feira, 2 de maio de 2012

Sinfonia Para Pombos - Charlene Sadd

O primeiro video do projeto DOMÍNIO PÚBLICO já está pronto. Confira os frames:
Fotografias: Pâmela Guimarães e Erick Silva - Estudio Máquina de Ideias





terça-feira, 24 de abril de 2012

InRisco!

Erick em ação da Vila dos Pescadores - foto Jorge Schutze


O trabalho em stop motion com o artista plástico Junior realizado na Vila dos Pescadores recebeu seu nome hoje, depois de realizada todas as fotos... Estamos anciosos para ver o resultado desse video...

Arrasa EricK


segunda-feira, 23 de abril de 2012

Zonas Erógenas - João Evangelista


João Evangelista - foto Jorge Schutze

Dia 21 de abril foi o dia da gravação da obra ZONAS ERÓGENAS do João Evangelista.
Preferi não acompanhar as gravações.

O obra muito arriscada deixa o performador muito nervoso, o que tem dificultado as gravações - essa foi a segunda tentativa.

Dessa forma não temos fotos.
Aguardemos os videos.

Junior e os desenhos em movimento

O início das gravações aconteceram dia 19 de abril. O trabalho pode gerar um stop motion
foto: Jorge Schutze

sexta-feira, 20 de abril de 2012

GRAVAÇÃO EM MATRIZ DO CAMARAGIBE

Dia de gravação (14.04.2012) dos videos do pessoal de Matriz do Camaragibe  (AL).

Erinho

Emerson Kenedy

Wellington Costa.

mais fotos na página do Facebook da cia,ltda.

quarta-feira, 11 de abril de 2012

PEQUENOS CONTÁGIOS (Charlene Sadd)

A obra de Charlene vai ganhando contornos precisos, a partir dos pensamentos desenvolvidos pela artista:


pequenos contágios - visão da artista:

http://performercharlenesadd.blogspot.com.br/p/cabeca-para-abelhas.html

http://performercharlenesadd.blogspot.com.br/2012/03/o-que-vem-antes-do-release-da-trilogia.html


SAIU NA AGENDA CULTURAL -

http://tudonahora.uol.com.br/noticia/agenda-cultural/2012/04/10/182213/teatro-deodoro-e-o-maior-barato-comeca-nesta-quarta-11/imprimir

segunda-feira, 9 de abril de 2012

João Evangelista - ZONAS ERÓGENAS.

Devido a nossa proximidade e confluência de interesses artísticos, a participação do João no projeto DOMÍNIO PÚBLICO é muito intensa. Aos poucos tenho a sensação que os processos que se desencadeiam de seus trabalhos está criando um processo em paralelo.
Zonas Erógenas: o nome da nova obra pode ser a continuidade do processo instaurado por VOCÊ, a performance que não pôde ser realizada na rua, e deve ser encaminhada para uma apresentação em sala fechada.

Foto: J.Schutze
Porém a tentativa de gravação sem ensaios da obra ZONAS ERÓGENAS não foi possível. O Erik (câmera) trouxe até um assitente (Ricardo), o João estava todo paramentado em suas vestes... mas o MEDO(?)  tomou conta da ação e nada aconteceu. Ele ficou parado num canto da feirinha de artesanado por uns 40 minutos. até que eu pedi que ele se acionasse, mudasse dali, caminhasse, procurasse outras sensações. Ele caminhou pela orla, sem muitos resultados.....

O que pode se criar da frustração?


domingo, 8 de abril de 2012

DOMÍNIO PÚBLICO em Matriz de Camaragibe

Documentação dos ensaios em Matriz do Camaragibe (AL)




foto: João Evangelista



A pedido do Mercinho, os trabalhos começaram com um aquecimento orientado por mim: privilegiei o ponto central do corpo, que fortalece o nossa individualidade.








foto: J.Schutze


Na sequência o Erinho testou parte de sua performance: MATA GRANDE, nela o artista desenha (enquanto dança) uma fileira de árvores sobre o asfalto do centro de Matriz. Descobrimos que um figurino branco é fundamental, e que nas costas nuas o Erinho deve escrever o nome do trabalho. A Mata Grande de Matriz era uma área fartamente arborizada de Mata Atlantica original. Um processo escuso de desmatamento foi realizado ali. A área pertencia a uma usina local, que permitiu que famílias realizassem o desmatamento a fim de eximir-se da responsabilidade criminal ecológica
veja mais fotos




O Wellington, com muita ousadia e coragem testou sua obra ainda sem título: aqui o artista molda seu corpo com o auxílio da audiência, utilizando cintas e fitas, cremes, etc. O desafio é tornar-se desejável.

veja mais fotos






 Já o trabalho do Emerson, foi o mais difícil. Apesar da simplicidade da ação: dançar e pedir uma nota por ela. Mas a disposição dessa galera garante e promete. Veja mais fotos
foto: J.Schutze
todas as fotos do dia:


CONVOCATÓRIA DOMÍNIO PÚBLICO Publicação em sites

http://cadaminuto.com.br/noticia/2012/03/27/artistas-alagoanos-sao-convidados-para-construir-performances-e-videosdanca

Dia de gravações piloto em Matriz do Camaragibe

hoje ouve a gravação piloto do projeto domínio público, foi muito legal pois os trabalhos foram realizados na medida do possível. bem não gostei do que fiz mais trabalho é assim mesmo e se tratando de arte não tem concreto varia com o momento e da pesquisa. vou conseguir eu ainda chego lá... que naõ seja por valor mais que seja antes eu... e não deixar-se levar por estéticas e nem programação...
publicado no facebook. 0

quinta-feira, 5 de abril de 2012

FICÇÃO: e INVERSÃO DO PROCESSO CRIATIVO.



Pâmela Guimarães - foto de perfil do Facebook
De algum modo FICÇÃO: é uma proposta que se assemelha ao que a minha querida PAMELA GUIMARÃES está propondo nesse video: permitir que as imagens (no caso dela) que nos causem interesse venham a nos propor o discurso. Dessa forma a obra de arte surpreende e "ensina" o próprio criador. Tem um toque dadaísta nisso, mas tem também a consciência de que não sabemos de nada. Ou que a nível do raciocínio estamos emoldurados demais para o saber.

 

terça-feira, 3 de abril de 2012

FICÇÃO: VII VISÕES URBANAS - S.BERNARDO

Março de 2012: o primoroso festival realizado pela Cia.ArtesãosDoCorpo este ano teve sua extensão em São Bernardo do Campo (SP), a CIA LTDA participou com a obra FICÇÃO:
FOTO: João Evangelista

chamada para DOMÍNIO PÚBLICO

A Cia. LTDA convida os artistas alagoanos a firmarem uma parceria através do projeto Domínio Público, onde dez artistas desenvolverão performances sob a orientação de Jorge Schutze (performer, bailarino, ator e encenador). Os interessados devem entrar em contato pelo perfil de Jorge Schutze no facebook ou pelo telefone, 8817-1628 e apresentar sua ideia de interação com o ambiente até 15 de abril.

Vitor Leão, em performance para o ProjetoDomínio Público
VEJA MAIS

terça-feira, 27 de março de 2012

CORPO SEM ORGÃOS? LABAN?


para Telma
FRAGMENTOS URBANOS
no VII Visões  Urbanas
Eu fiz uma aula de hip hop hoje em sampa e o modo deles conduzirem a aula me fez lembrar daquela nossa aula. Isso me deu uma vontade de pesquisar isso um pouco mais profundamente. Acontece que o hip hop tem muitos GENEROS dentro dele. E cada um tem um diferente "estado de animo", por assim dizer, e uma liberdade criativa. Comecei achar isso mais legal enquanto possibilidade criativa didática e expressiva do que o estudo do corpo propriamente dito, das técnicas contemporâneas, entende? Ainda mais, considerando que o corpo pode ser conhecido pela sua dança...a ideia de consciencia corporal, simplesmente anatômica torna-se incompleta, e num certo sentido muito distante da própria percepção corporal pessoal. Isso me remete para uma questão do meu texto sobre Laban Hoje, quando procuro uma relação entre o Laban e o CORPO SEM ORGÃOS do Artaud (atualizado pelos Deleuzzi e Guatarri). Uma questão que na época eu não achei nenhum vinculo, e agora surgiu pra mim isso. 

beijos

Ficção no VII VISÕES URBANAS

foto João Evangelista edição Jorge Schutze
Ação realizada no festival de dança em SP.
A forma da ação está se configurando nas apresentações. Depois do processo com o viaduto em Maceio, surgiu esse formato no festival. Estou deixando a obra se realizar a seu bel prazer, propondo-me permitir deixar que ela aconteça como tiver que acontecer. Será que uma obra tem vida própria em nós?.


mais fotos:



sábado, 17 de março de 2012

Emerson


    • menino to sendo consumido por um medo que nem sei de onde vem, acho que é da falta de prática artística vice...srsrsrsr
  • há 3 minutos




    Schutze Jorge
    • Esse momento de muito medo é o mais lindo que um ser humano pode viver.. Curta seu medo. Nem pense nele. Quando sentir um medo muito forte, corra pra algum lugar e chacoalhe seu corpo, não tenha medo de ter medo, é muito saudável ter medo, é um alerta. Só isso.
    • O corpo quer se proteger, precisa se proteger... o corpo sabe muito mais do que podemos compreender racionalmente.

PIRATA - Vitor Leão, conversas de Facebook


    • Vitor Leão: PIRATA, por J.Schutze
      Jorge meu caro! Tenho um comunicado a lhe fazer.
      Olha fiquei pensando em casa sobre o processo sobre a pirataria e preferi parar um pouco, para pesquisar aquilo que nos conversamos sobre a relação ENTRE a obra e o público.

      Quero utilizar elementos da primeira ação para as outras, e reforçar mesmo este trabalho sobre a consciência dentro desta relação de diálogos artísticos. Enfim, quero saber como posso fazer para poder comprar os novos matérias para as próximas ações. Quero realmente a proposta inicial, promover a dança e a performance mais com foco nesta consciência da obra!

      Espero respostas abração Jorge!
    • esse caminho é o que realmente me interessa.

oi meu povo!!!

Bem vindos às pesquisas da cia.ltda.
Siga nossos links aí do lado esquerdo para conhecer um pouco mais dos trabalhos da nossa galera.